Família abandona montanhas para viver na cidade grande em nova série do Discovery

 

 

Inspirado por um sonho antigo, Brett Hines e sua numerosa família – ele, a esposa Wendy, os sete filhos do casal e o genro; dez pessoas no total – deixaram a cidade para viver em meio às montanhas, numa região de natureza selvagem. Unido, o clã precisa adequar a rotina e se adaptar ao novo ambiente com engenhosidade, trabalho e coragem.

A partir desta sexta-feira (16), o Discovery acompanha essa mudança drástica de vida, as alegrias e dessabores que com ela vieram em “A Grande Família das Montanhas”(Raising Wild). Brett diz que, ao ver os filhos crescerem em um subúrbio tipicamente americano, imersos nas tecnologias digitais e cercados por conforto, percebeu que queria novos rumos para eles.

Eles e Wendy estão casados há quase 30 anos. Ele, um ex-militar que passou longos períodos longe de casa; ela, a mulher forte que criou os filhos sabendo que a qualquer momento eles poderiam ficar sem pai. Foi assim, olhando para o próprio passado e para o futuro de seus filhos, que o casal decidiu mudar, voltar às origens e fazer diferente.

A partir de então, Brett e Wendy começaram a planejar uma guinada que coincidia com um novo projeto de vida, ensinando os filhos as habilidades básicas de um mundo analógico: cortar lenha, construir móveis, caçar, cultivar e cuidar de animais para conseguir o próprio alimento, cozinhar e, sobretudo, levar uma vida autônoma.

Foram cinco anos de preparação até que os Hines finalmente dixaram a rotina da cidade para trás. A série está com eles durante o difícil período de adaptação, enquanto tentam conseguir conhecimentos essenciais, reprogramar o cotidiano e estabelecer os novos processos e ritmos. Em sua busca por um novo modo de vida, os Hines terão de trabalhar juntos, criar soluções sequer imaginavam antes, errar muito e aprender com os próprios erros.

A série começa quando a família está há seis meses na nova casa, no momento mais difícil do ano: a chegada do inverno. As temperaturas negativas e a neve são a maior prova de resistência para os Hines e Brett duvida da própria capacidade de prever o quão rigoroso seria o frio. Há alimento suficiente para atravessar o inverno?

“A Grande Família das Montanhas” estreia dia 16 de agosto, às 23h45 no canal Discovery.

Fonte: Vcfaz.tv

Investigador compartilha seu arquivo pessoal de crimes em série do Investigação Discovery

 

Por 25 anos, Pat Postiglione foi detetive dedicado à elucidação de homicídios. Conhecido por sua memória fotográfica, ele guarda consigo detalhes das centenas de casos que ajudou a solucionar, convertendo-se em uma verdadeira enciclopédia do combate ao crime.

A partir desta quarta-feira (05), o Investigação Discovery revisita as lembranças de Pat com a estreia de “Memórias Contra o Crime”, série que parte dos depoimentos do protagonista para remontar o quebra-cabeças dos casos emblemáticos de sua carreira.

Em cada episódio de uma hora, Pat relembra um homicídio e narra as ações a ele relacionadas com suas próprias palavras – retornando às cenas dos crimes cuidadosamente reconstruídas pela produção e refazendo os percursos intricados das investigações, ele revive trabalhos complexos, que sempre tiveram como objetivo a justiça em honra das vítimas e em respeito aos familiares delas.

Pat diz que todos os casos ainda estão consigo, nas imagens que traz em sua memória – capaz de relembrar detalhes dos casos, ele enfatiza que a habilidade do investigador para encontrar e interpretar as evidências são elementos cruciais que fazem a diferença entre a solução de mais um crime ou mais um caso engavetado.

Colegas que trabalharam com ele também participam da série; são depoimentos que corroboram as memórias de Pat e aparecem junto a informações retiradas dos inquéritos, a falas de familiares e amigos das vítimas e materiais de arquivo – entre fotografias, áudios e vídeos. Cada prova, cada indício, cada vítima ainda vive na memória de Pat, em um arquivo que ainda hoje é visitado por investigadores na ativa que buscam aconselhamento.

“Memórias Contra o Crime” estreia dia 05 de junho, às 22h15 no Investigação Discovery.

Fonte: Vcfaz.tv

“Irmãos à Obra: O Duelo” vão reformar casas de veraneio no Discovery Home&Health

Os gêmeos Jonathan e Drew Scott protagonizam mais uma rodada da competição que os coloca em equipes rivais com a quinta temporada de “Irmãos à Obra: O Duelo”. Depois de duas vitórias consecutivas de Jonathan, Drew quer ir à forra nos novos episódios que o Discovery Home & Health exibe a partir de quinta-feira (11).

A série registra as etapas das respectivas negociações e reformas de dois imóveis: cada

gêmeo tem o orçamento de 600 mil dólares para comprar uma casa e transforma-la completamente. Jonathan é empreiteiro e Drew é especialista em mercado imobiliário – acostumados a somar habilidades complementares formando uma dupla imbatível, eles serão adversários durante as seis semanas do desafio.

Vence o que conseguir tirar melhor proveito do mercado imobiliário local, fazendo a venda com o maior lucro – pela vez, eles competirão fora de Las Vegas, o que muda completamente o perfil das casas. A nova safra se passa em Gavelson, uma cidade litorêna do Texas. A principal regra do duelo é que as casas escolhidas por eles devem ser de frente para mar ou em um dos vários canais que cortam a cidade.

Os dois devem ousar em todas as etapas do processo: desde a negociação inicial das casas aos detalhes de decoração que fisgarão os futuros compradores. Ao final da temporada, depois do trabalho árduo de pechinchar nos mínimos detalhes, a ponta do lápis decide qual deles é o campeão. Aquele que fizer as decisões mais acertadas – desde a localização do imóvel às cores e revestimentos – e, como consequência, conseguir o maior valor de venda, leva o título.

“Irmãos à Obra: O Duelo” estreia dia 11 de abril, às 21h20 no Discovery Home & Health .

 

Fonte: Vcfaz.tv